segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

GARIMPO: RAINHA DA SUCATA






A volta de um clássico inesquecível
 por Khaoe Pacheco do Blog BadFish


     O Canal Viva já está exibindo um clássico das telenovelas brasileiras: Rainha da Sucata. A trama estreou num período em que o país sofria com o plano Collor quando o ex-presidente “fez sumir” o dinheiro de quem tinha muito na época. A população se identificou com os magnatas da novela querendo mais e mais dinheiro em cima dos cidadãos mais humildes. Parecia ser a história certa na hora certa.






     Mas o inicio do sucesso do folhetim foi muito complicado. Primeiro, é que o publico só queria saber do fenômeno Pantanal da Rede Manchete, que roubava inúmeros pontos de audiência da Globo. Apesar das duas atrações serem exibidas em horários diferentes – a Manchete que criou o esquema de começar a passar a sua novela após o termino da novela das 8, um ato copiado até hoje pelas rivais da Venus platinada – para as pessoas, a novela era Pantanal. Segundo foi o excesso de personagens apresentados logo no inicio que afugentaram os telespectadores. Problemas detectados, o autor Silvio de Abreu tratou de fazer uma espécie de faxina, separando núcleos e criando a história que todos conhecem. E também deu bastante ênfase ao humor já que, até então, as novelas do horário sempre foram mais dramáticas.





     Regina Duarte ganhou aqui outro papel popular após o estrondoso sucesso da viúva Porcina em Roque Santeiro. Ela é Maria do Carmo uma mulher pobre e humilde que faz fortuna herdando o negócio do pai, um ferro-velho. A grande magoa de sua vida foi ter sido humilhada quando jovem por Edu (Tony Ramos), um amor que ela ainda não esqueceu, mas que o tempo, o destino e os clichês de telenovelas trataram de reaproximar. Mal imagina a sucateira que a tia do moço, a falsa rica Laurinha (Glória Menezes), fará de tudo para que eles não fiquem juntos. 





     A Globo tratou a novela com todo o cuidado para fazer dela um sucesso. Alem do trio de protagonistas de peso, havia Antonio Fagundes num papel cômico de um professor gago, também Daniel Filho, Renata Sorrah, Claudia Raia, Andrea Beltrão e outros. Todos eles com papéis significativos dentro da trama. Mas nenhum deles conseguiu superar o sucesso de Aracy Balabanian como Dona Armênia, cujo sonho é comprar o prédio de Maria do Carmo e derruba-lo na chon. Um bordão lembrado até hoje. O êxito da personagem foi tão grande que ela e seus três filhinhas voltaram na novela seguinte do autor, Deus nos Acuda.




     Repleta de momentos e personas inesquecíveis, Rainha da Sucata é mais um acerto do Canal Viva que sempre nos presenteia nos mostrando grandes momentos da televisão brasileira – Chiquinha Gonzaga/ Felicidade/ Renascer. A novela está sendo exibida em novo horário – bem, nem tanto – as 00h. Mas vale a pena ficar acordado tão tarde para ver esta maravilhosa história. Até a próxima edição!!!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário